Jataizinho

Postado dia 17/12/2013

Justiça proíbe índios de fechar rodovia no norte do Paraná

do Bonde

A Justiça Federal em Londrina concedeu liminar favorável à concessionária de rodovias Econorte proibindo manifestantes indígenas de ocuparem a praça de pedágio de Jataizinho e de impedirem o tráfego na BR-369. 


Na manhã de 4 de dezembro, um grupo de índios ocupou a praça e liberou as cancelas para que motoristas passassem sem pagar a tarifa. A manifestação, com cerca de 60 índios, cobrava melhorias nas reservas Apucaraninha e de São Jerônimo da Serra. 

Anderson Coelho


A decisão, assinada pela juíza Lilia Cortês de Carvalho, permite a realização de manifestações de forma pacífica. 

No entanto, os coordenadores e manifestantes ficam impedidos de bloquear a via, queimar pneus, formar barreiras humanas ou "quaisquer outras formas de ação que impeçam a fluidez normal do tráfego". Caso descumpram a decisão, cada manifestante será multado em R$ 1 mil por hora. 

A juíza ainda pede que a decisão seja encaminhada à Polícia Rodoviária Federal e à Polícia Militar, responsáveis por acompanhar possíveis manifestações para garantir a segurança de todas as partes envolvidas. 

A praça de pedágio de Jataizinho tem a segunda tarifa mais cara do estado, a partir de R$ 14,20.


comente esta matéria »

Copyright © 2010 - 2018 | Revelia Eventos - Cornélio Procópio - PR
Desenvolvimento AbusarWeb.com.br