Barra do Jacaré

Postado dia 25/10/2013

Prefeito e vice-prefeita são cassados por abuso de poder político

do G1

O prefeito de Barra do Jacaré, no norte do Paraná, Edimar de Freitas Alboneti (PP), teve seu mandato cassado pelo juiz da 57ª Zona Eleitoral, juntamente com sua vice, Edina Aparecida dos Santos (DEM), por abuso de poder político e uso de bem público durante a campanha eleitoral em 2012. A decisão foi tomada na segunda-feira (21) e publicada na quarta-feira (23). Cabe recurso.

Na sentença, o juiz Alexandre Van Der Broocke aponta que o prefeito reeleito utilizou veículos da prefeitura durante uma carreata realizada às vésperas da eleição de 2012. O prefeito e a vice tiveram seus mandatos cassados e estão inelegíveis por oito anos. Eles seguiram nos cargos até que a decisão seja julgada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PR). Caso a decisão seja mantida, o presidente da Câmara de Vereadores de Barra do Jacaré deverá assumir o cargo de prefeito.

Edimar De Freitas Alboneti, conhecido como Edão, foi reeleito prefeito em 2012 com 1.335 votos (58,32% dos votos válidos), derrotando Gilberto Kuribayshi (PSD), que recebeu 954 votos (41,68% dos válidos).

Multa por falhas no transporte escolar

O prefeito de Barra do Jacaré também foi multado pelo Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) por seguidos atrasos no envio de relatórios e falhas no serviço de transporte escolar. Ao todo, foram aplicadas sete multas, que somadas dão um total de R$ 6.220,21.

Segundo o TCE, entre as irregularidades no transporte escolar estão a falta de identificação e de inspeção periódica obrigatória de equipamentos de segurança nos veículos utilizados no transporte de alunos e a utilização desses veículos, que deveriam atender exclusivamente os estudantes do ensino básico, para o transporte de caronas e estudantes universitários.  Já os relatórios atrasados são referentes ao mandato anterior, no período entre 2011 e 2012.

A decisão do TCE foi tomada no dia 8 de outubro e divulgada na quarta-feira.

Defesa
Segundo funcionários, o prefeito e a vice viajaram a Curitiba e estão com os telefones desligados. O advogado que representa Edimar De Freitas Alboneti (PP) e Edina Aparecida dos Santos (DEM) não foi localizado pela reportagem. 


comente esta matéria »

Copyright © 2010 - 2018 | Revelia Eventos - Cornélio Procópio - PR
Desenvolvimento AbusarWeb.com.br