Figueira

Postado dia 16/10/2013

Termelétrica é vistoriada em operação especializada do Crea/PR

A Termelétrica de Figueira, localizada no município de Figueira, na região nordeste do Paraná, recebeu na última quinta-feira (10/10),  uma Operação de Fiscalização Especializada em Usinas Hidrelétricas e Termelétricas, realizada por agentes do Núcleo  Especializado Norte do Departamento de Fiscalização (DEFIS), do  Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (CREA-PR).
 
A operação foi conduzida pelo agente de fiscalização engenheiro mecânico Henrique Naoiti Hiracava e pelo agente engenheiro eletricista Fábio Aguiar. Os dois principais focos da atividade foram o de verificar os planos de manutenção e paradas na usina e de aferir os aspectos sócio ambientais do empreendimento, a fim de verificar as medidas adotadas para amenizar os impactos causados a sociedade com a implantação do empreendimento.
 
A Termelétrica de Figueira está em operação há 50 anos e tem capacidade instalada de 20 MW. Ela pertence à Copel, mas desde 1997 está sob concessão da Carbonífera Cambuí, responsável pela administração. Projetada para operar por 30 anos, a termelétrica já registra uma sobrevida de duas décadas  e deve passar em breve por um processo de modernização – chamado de “retrofit”.
 
Os agentes de fiscalização do CREA foram recebidos por representantes da Copel e da Carbonífera Cambuí, que fizeram uma apresentação relatando o histórico e situação atual da termelétrica e acompanharam também a verificação das instalações. Segundo o agente Henrique Naoiti Hiracava, todos os documentos solicitados foram apresentados e a operação ocorreu dentro da normalidade esperada.
 
“Todos os dados e fotos coletados na Termelétrica de Figueira vão compor um relatório  que enviaremos à gerência do DEFIS para análise”, explica Hiracava. Os responsáveis pelo empreendimento também recebem cópia desse relatório.

A gerente do Departamento de Fiscalização do CREA-PR, Vanessa Moura, ressalta a importância da Operação de Fiscalização Especializada em Usinas Hidrelétricas e Termelétricas, de forma a preservar a confiabilidade do sistema elétrico paranaense.

“As principais geradoras de energia são as hidrelétricas e termelétricas, que envolvem profissionais das áreas afetas ao CREA-PR desde a sua implantação até a operação. A participação efetiva de profissionais habilitados em todas as fases garante um melhor funcionamento destes locais, de forma a aumentar a confiabilidade e evitar paradas desnecessárias, que podem prejudicar o sistema elétrico paranaense, causar blecautes e riscos para a sociedade”, conclui a gerente.


comente esta matéria »

Copyright © 2010 - 2018 | Revelia Eventos - Cornélio Procópio - PR
Desenvolvimento AbusarWeb.com.br