Revelia na Itália

Postado dia 04/05/2011

Dois lugares imperdíveis: Fontana di Trevi e Castelo de Santo Ângelo

a ponte que dá acesso ao castelo com a Basília de São Pedro, ao fundo

Para quem visita Roma, além da Cidade do Vaticano e o Coliseu, há também outros dois lugares que o turista não pode deixar de conhecer: o Castelo de Santo Ângelo e a Fontana di Trevi.

Cenário de clássicos do cinema, como La Dolce Vita, do diretor italiano Frederico Felini, assim como do videoclip do grupo Bom Jovi, a Fontana de Trevi está diretamente associada à esperança e projetos sociais. No entanto, recentemente também esteve no noticiário policial.

Há um mito que lançar moeda na fonte traz certa sorte às pessoas, como realizar sonhos ou mesmo de retornar à cidade de Roma pelo menos uma vez na vida.

A verdade é também que as moedas ali lançadas têm resultado em pelo menos 700 mil euros por ano, ou aproximadamente 1,61 milhão anual. Aquele montante é destinado a uma instituição social, a Caritas, que mantém um supermercado onde os sem-teto podem fazer compras gratuitamente.

O lado negro da história reside no fato de que “espertinhos” já foram flagrados roubando as moedinhas depositadas no mais famoso monumento da Itália.

Outro local imperdível para se visitar em Roma se refere ao Castelo de Santo Ângelo. Construído às margens do rio Tibre, o acesso se dá através de uma ponte ornamentada com 12 figuras de anjo.

imagem de São Miguel Arcanjo

Inicialmente o castelo também conhecido como Mausoléu de Adriano havia sido construído para servir de túmulo àquele monarca, por volta de 135 depois de Cristo.

De mausoléu aquela edificação passou a ser utilizada como residência de papas católicos, servindo ainda de prisão para envolvidos em movimentos de unificação ocorridos no século XIX.

Para quem vence os vários lances de escada do castelo é agraciado com uma visão panorâmica de Roma, principalmente tendo bem próximo a Basília de São Pedro e a Cidade do Vaticano.  Na parte mais alta e central do castelo, há ainda um museu. 

No topo do Castelo, como herança dos tempos modernos, há ainda à disposição mesas e cadeiras de cantina que vende café e um lanchinho aos turistas já cansados de tanto percorrer aquela construção.

Já a estátua de São Miguel Arcanjo continua firme por lá, uma obra do papa Gregório que, diante de uma peste que assolava a Europa, ordenou a realização de procissões na cidade em louvor ao santo, de forma a afugentar aquele mal.

Pouco tempo depois, no ano 590, o arcanjo teria aparecido para o papa Gregório anunciando o fim da epidemia.

Para turistas brasileiros, por exemplo, visitas ao Castelo de Santo Ângelo custam 8,50 euros (aproximadamente 20 reais). A entrada é gratuita para cidadãos de Comunidade Européia, assim como para menor de 18 anos e maior de 65.


comente esta matéria »

Copyright © 2010 - 2018 | Revelia Eventos - Cornélio Procópio - PR
Desenvolvimento AbusarWeb.com.br