Revelia na Itália

Postado dia 01/05/2011

Beatificado, dia de papa João Paulo II será em 22 de outubro

Guarda Suiça diante do caixão com os restos mortais

Por volta de 10h37, em Roma (5h37 no horário de Brasília)o, o  papa Bento XVI declarou o polonês Karol Wojtyla, o papa João Paulo II, morto em 2005, como “servo de Deus”.

Aproximadamente um milhão de pessoas assistiu, na Praça de São Pedro, no Vaticano, à cerimônia do processo de beatificação mais rápido da história da Igreja Católica.

Entre os que se deslocaram ao Vaticano estava a religiosa francesa Marie Simon-Pierre, cuja cura do Mal de Parkinson encerrou o processo de beatificação.

Segundo palavras do papa Bento XVI, “acolhendo o desejo da diocese de Roma, de muitos irmãos no episcopado e de numerosos fiéis, aprovas ter recebido o parecer da Congregação para a Causa dos Santos (…) aceitamos que o venerável servo de Deus, João Paulo II, papa, possa ser de ora em diante chamado beato””.

Os restos mortais do antigo papa serão sepultados no andar principal da basílica, numa cerimônia privada, na capela de São Sebastião, na nave da basílica do Vaticano, junto à 'Pietà' de Miguel Ângelo.

Para garantir um espaço privilegiado, entre os milhares de peregrinos que participaram da solenidade, um grupo de brasileiros, vindos de Brasília (DF) teve que chegar na Praça de São Pedro as 4 horas deste domingo (23 horas no Brasil) para o evento que começaria somente seis horas depois.

Grupo que chamou bastante a atenção da imprensa estrangeira foi um grupo da Nigéria, com suas roupas coloridas, que cantavam animadamente o tempo todo.

Antes da cerimônia, mais de 200 mil pessoas de todo o mundo fizeram uma vigília em Roma à espera da beatificação. Grupos de peregrinos, muitos vindos da Polônia, terra natal do Papa, lotaram a Praça de São Pedro levando bandeiras nacionais e cantando. A praça onde aconteceu a cerimônia foi enfeitada com retratos de João Paulo II e 27 bandeiras com fotos que mostram um evento em cada ano do seu pontificado.

Depois da cerimônia, os fiéis ainda enfrentaram fila para chegar até o interior da Basílica de São Pedro, para ver os restos mortais do papa João Paulo II. O caixão ficou exposto perante o altar da Confissão.

O editor do portal Revelia, Mattheus Hermanny, só conseguiu chegar àquele local por volta de 17 horas (horário de Roma), depois de enfrentar filas durante quase duas horas.

Ainda neste domingo, a Igreja Católica também anunciou o 22 de outubro como dia oficial do beato João Paulo II. A data faz referência ao início do pontificado do pontífice em 1978.

A beatificação do papa polonês, que faleceu em 2 de abril de 2005, aos 84 anos, é o passo anterior à canonização e aconteceu em tempo recorde, inferior aos cinco anos habitualmente necessários para iniciar o processo.

Grupo que veio de Brasília (DF) Mattheus Hermanny, na Basílica Valéria, da Argentina, e amiga

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PARA VER TODAS AS FOTOS DESSE EVENTO, CLIQUE AQUI


comente esta matéria »

Copyright © 2010 - 2018 | Revelia Eventos - Cornélio Procópio - PR
Desenvolvimento AbusarWeb.com.br