Bandeirantes

Postado dia 04/09/2013

Prefeito Celso Silva diz que agricultores são reféns de oligopólios

Celso Silva, durante entrevista

No que se refere à comercialização de sua produção, os  agricultores do norte do Paraná são reféns de oligopólios, ou seja, de poucos compradores.

A afirmação é do prefeito de Bandeirantes e presidente da Amunop (Associação dos Municípios do Norte do Paraná), Celso Silva, que, nesta quarta-feira, 4, participou de encontro em Cornélio Procópio.

O prefeito explicou que, entre suas principais dificuldades, os produtores rurais enfrentam ainda uma comercialização bastante concentrada.

"Nós precisamos descentralizar essa comercialização. Hoje na realidade nós temos quase um oligopólio na nossa região. Os produtores são reféns de alguns compradores. Isso daí é ruim, porque, quando não tem competitividade, certamente que prejudicado é o produtor", comentou ele.

Com pontos positivos do norte do Paraná, Celso Silva citou o fato de "estarmos em uma região privilegiada, com clima regulado, solo extremamente produtivo, e também geograficamente falando, estamos em uma média de 500 mil quilômetros dos portos de Paranaguá e de Santos, que são os principais corredores de exportação dos produtos agrícolas chamados commodities".

Além do problema de comercialização, o prefeito enumerou ainda situação enfrentada também pelo restante do país, como a questão de infraestrutura.

Segundo ele, a capacidade de armazenamento do país que atualmente produz quase 200 milhões de toneladas é a mesma que a década de 80. Naquela época o Brasil 80 milhões de toneladas, relata Celso Silva.

Na avaliação de Celso Silva, os produtores rurais têm competência da porteira para dentro e, a partir daquelas fronteiras, as dificuldades são inúmeras.O também presidente da Amunop explica que, em função disso de condições adversas, há um desequilíbrio, fazendo com que os produtores rurais tenham perdas em qualidade e preço, e prejuízos.

"A agricultura de fato tem que ser valorizada, tem que ser prestigiada", comenta ele, ao citar o aumento de 1,5,%  do  (Produto Interno Bruto) no país e de 3,9 no Paraná, graças ao desempenho do setor do agronegócio (que no Estado cresceu quase 6%).

Diante dos desafios e problemas enfrentados pelo setor, Celso Silva comenta que “nós, enquanto  dirigentes,  prefeito da cidade de Bandeirantes e presidente da Amunop, estaremos lutando com os nossos parceiros políticos, com as lideranças, junto ao governo estadual e federal para, em conjunto, a gente possa buscar as melhorias que toda nossa região almeja".

 

PARA VER TODAS AS FOTOS DESSE EVENTO, CLIQUE AQUI


comente esta matéria »

Copyright © 2010 - 2021 | Revelia Eventos - Cornélio Procópio - PR
Desenvolvimento AbusarWeb.com.br