Jacarezinho

Postado dia 01/08/2013

Sexta edição da Ficafé acontece de 2 a 4 de outubro

O maior evento da cafeicultura do Paraná acontece em Jacarezinho, na região do norte pioneiro, nos próximos dias 2, 3 e 4 de outubro. Trata-se da sexta edição da Feira Internacional de Cafés Especiais do Norte Pioneiro do Paraná – FICAFÉ 2013 - um evento de negócios, que visa aproximar cafeicultores e compradores de cafés especiais e certificados de todo o mundo. O público estimado é de 4 mil pessoas. A cerimônia de abertura será no dia 3 de outubro.

Um dos atrativos da FICAFÉ é a realização de eventos técnicos para capacitar os produtores, no dia 2 de outubro. Na edição de 2013 será realizado o II Simpósio de Difusão Tecnológica do Norte Pioneiro do Paraná.  O temas das palestras serão: “Gestão da mecanização da lavoura cafeeira” e “Manejo da produção da lavoura cafeeira para sustentabilidade”.

De acordo com diz Odemir Capello, consultor do Sebrae/PR. a geração de conhecimento é um diferencial da FICAFÉ. “Nossa intenção é levar informações para produtores rurais, técnicos agrícolas, engenheiros agrônomos e estudantes, com a intenção de capacitar todos os envolvidos na cadeia produtiva da cultura do café”, afirma.

Para ele, o evento tem mudado os conceitos da produção cafeeira no norte do Paraná, pois incentiva os cafeicultores a valorizarem a qualidade do produto, a gestão empresarial das propriedades agrícolas e a inovação tecnológica. “O resultado é a produção de grãos com maior valor agregado, melhorando a rentabilidade do produtor”, assinala Odemir Capello.

Concurso

Outra atração da FICAFÉ 2013 será o “I Concurso de qualidade sabores do norte pioneiro do Paraná” para premiar os melhores cafés da região. “Na ocasião, os 14 núcleos que participam do Projeto de Cafés Especiais do Norte Pioneiro do Paraná apresentam seus blends. A ideia é divulgar para o público do evento os cafés de qualidade produzidos na região”, explica Odemir Capello.

O Projeto de Cafés Especiais é uma iniciativa do Sebrae/PR e da ACENPP com o objetivo de incentivar a produção de cafés especiais e certificados para aumentar a lucratividade da agricultura familiar e diminuir a evasão do homem do campo. “O Projeto mudou a realidade dos cafeicultores do norte pioneiro, que deixaram de produzir café commodity e direcionaram a produção para o mercado de cafés de qualidade”, afirma o consultor do Sebrae/PR.

 


comente esta matéria »

Copyright © 2010 - 2022 | Revelia Eventos - Cornélio Procópio - PR
Desenvolvimento AbusarWeb.com.br