Andirá

Postado dia 27/06/2013

Cidade adere ao Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa

Já está acontecendo em Andirá com professoras alfabetizadores das seis escolas do Município o PNAIC - Programa Nacional de Alfabetização na Idade Certa - cujo objetivo é alfabetizar em Língua Portuguesa e Matemática até o 3º ano do Ensino Fundamental todas as crianças das escolas municipais. Chamado também de Pacto, caracteriza-se pela integração de diversas ações e diversos materiais que contribuem para a alfabetização, pelo compartilhamento da gestão do programa entre Governo Federal, Estados e Municípios e com orientação de garantir os direitos de aprendizagem e desenvolvimento a serem aferidos pelas avaliações anuais.

A Secretaria Municipal de Educação aderiu ao Pacto no segundo semestre do ano 2012, para ter início no ano de 2013, nesse período definiu-se como coordenadora Municipal Professora Zilda Maria Ferrari e a Orientadora de Estudos, Professora Marissol Angélica Felix. 

O programa funciona com as professoras alfabetizadoras recebendo uma formação continuada presencial durante dois anos, cuja metodologia propõe estudos e atividades práticas, sendo apoiadas constantemente e acompanhadas pela Secretaria Municipal de Educação, principalmente pela Secretária de Educação Professora Sirlei Aguiar, que prevê um resultado positivo ao final da formação. “Esse investimento é necessário porque vai melhorar o aprendizado do aluno na idade certa e com isso ele vai desenvolver melhor sua continuidade nos estudos e com certeza nós teremos alunos mais preparados tanto no ensino médio, como no superior,” afirmou Sirlei.

Na opinião do Prefeito Xavier, todo investimento feito na base é fundamental para formação dos alunos. “Não podemos esquecer que para termos uma educação de qualidade é preciso investir na base, então esse programa é uma excelente ferramenta porque irá capacitar ainda mais os professores”. Enaltece Xavier.

A Orientadora de Estudos Professora Marissol Angélica Felix esclarece que o curso tem enfoque sobre os planos de aula, as sequências didáticas e a avaliação diagnosticada, onde se faz um mapeamento das habilidades e competência de cada aluno para traçar estratégias que permitam ao aluno aprender efetivamente.

 “A capacitação está sendo focada no material didático que é utilizado em sala de aula. O analfabetismo é um dos principais desafios no campo da Educação, é importantíssima a tentativa de construir índices mais positivos”, finaliza Marissol.

Os encontros são aos sábados e com atividades extras e práticas em sala de aula com os alunos. As Professoras Alfabetizadoras são: Flavia Sanches; Claudia Giugni; Marinalva da Silva; Maria Apª Gomes; Andrea Valentim; Mirian Pereira; Maria Teresa Gross; Telma Alves; Ivonete Belo; Sandra Magiolo, Sueli Nardoni; Luciana Senci; Maria Antunes; Roseli Romão; Rosilene Marques; Rosineia Orsini; Maria Principe; Maria Helena Valentim; Claudia Biancardi; Nilza Estevam; Claudia Gross; Marisa Batista; Marlene Domingos; Maria Claudia Selleti; Jeruza de Albuquerque; Alessandra de Souza; Kelen Ribeiro; Flavia Torejani; Ana Paula Rodrigues; Zenilda Vaz; Graziela Gonçalves, Nelsi Dutra. "Ao brincar, a criança assume papéis e aceita regras próprias da brincadeira, executando, imaginariamente, tarefas para as quais ainda não está apta ou não sente como agradáveis na realidade." Lev Vygotsky

 


comente esta matéria »

Copyright © 2010 - 2021 | Revelia Eventos - Cornélio Procópio - PR
Desenvolvimento AbusarWeb.com.br