Nova Santa Bárbara

Postado dia 29/03/2011

Prefeitos propõem a implantação do pólo regional da costura

Municípios da região têm se destacado na atração de indústrias e geração de empregos na área de confecção.

Por tal razão, os prefeitos Edimar Santos (de Santa Cecília do Pavão), Claudemir Valério, o Garrafa (Nova Santa Bárbara), Michel Ângelo Bomtempo (Assaí) e Luiz Fernandes (São Sebastião da Amoreira) buscam parcerias com empresários, órgãos do governo estadual e federal para implantação do Pólo Regional da Costura.

Para tratar sobre o assunto, representantes daqueles municípios estiveram reunidos, nessa segunda-feira, 28, em Curitiba, no Instituto Federal do Paraná (IFP).

Participaram do encontro os secretários municipais José Manoel Ferreira Pereira, de Nova Santa Barbara, e Orlando Menegazzo Filho, o Russinho, de Assaí, além do vice-prefeito Mauro Myiamoto, de Santa Cecília do Pavão, e da diretora da Unipadrão, Izabel Cristina de Souza.

O encontro foi também presenciado pelo diretor da IFP de Jacarezinho, Gustavo Villani, pelo diretor da Rede Petro, Juarez Marcio Machado, e ainda por Gerson Sobeira (assessor de projetos de Projetos) e Evelise Dias Antunes (coordenadora de Programas), ambos do IFP.

Durante a reunião, o prefeito de Santa Cecília do Pavão, Edimar Santos, sugeriu a criação de Consórcio, Conselho ou Agência Regional da Costura, possibilitando o gerenciamento estratégico centralizado das normas, metas, transferência de recursos, cursos regionais de qualificação, marketing  atrativo de novas empresas e valorização da profissão de costureira.

Tal proposta será ainda discutida pelos prefeitos da região durante reunião marcada para 15 de abril, às 16 horas, em Nova Santa Barbara.

Para o secretário de Desenvolvimento Local de Assaí, Orlando Menegazzo Filho, o Russinho, “um pólo regional da confecção se faz necessário para capacitar a força de trabalho aqui existente. Assim, todas as empresas do setor poderão ampliar seus mercados, desenvolver parcerias e aumentar a planta de suas unidades produtoras”. 

Na avaliação do secretário José Manoel Ferreira Pereira, de Nova Santa Bárbara, “precisamos parar de tratar a costura com subemprego, como um bico. As costureiras precisam de garantias trabalhistas e valorização pelos empresários, assim vamos abrir novas oportunidades de geração de emprego e renda para a população e o desenvolvimento da região são alguns dos benefícios diretos”.

Copyright © 2010 - 2019 | Revelia Eventos - Cornélio Procópio - PR
Desenvolvimento AbusarWeb.com.br