Norte do Paraná

Postado dia 17/11/2020 às 21:45:47

Tuti vai valorizar os seus, ou fará igual Acácio?

Antes mesmo de tomar posse em 1° de janeiro de 2017, o então prefeito eleito Acácio Secci já se via envolvido em polêmica com grupo que o havia apoiado naquele campanha eleitoral. 

A primeira sinalização é que o novo gestor manteria muitos nomes da gestão anterior, de Luiz Alberto Mestiço Vicente (2013/2016), em detrimento do reduzido número de correligionários que tinham aderido a seu nome desde o início. 

A medida que Assaí deixa as urnas de 15 de novembro com o grito de "renovação" ainda ecoando na garganta, pergunta-se sobre o tamanho da mudança que Tuti Bomtempo fará no atual quadro da prefeitura. 

Dúvidas giram em torno de que a gestão 2021/2024 manteria alguns secretários e diretores municipais ou renovaria completamente. O tamanho de tal mudança abriria mais ou menos espaço para seu grupo político. 

Os ex-vereadores Jorge Torquato Júnior e Darlan Rodrigues Araújo participaram diretamente da campanha. Sem ter sido reeleitos, os vereadores Amarildo Aparecido Côrrea e Waldenei Cebolinha Simões têm condições de dar importante contribuição ao novo governo. 

Com bom desempenho nas urnas, Diego Marques, com 137 votos, e bastante lembrado por sua atuação com a juventude, e Tiago José Borges de Oliveira, com 130, e já elogiado por Tuti Bomtempo durante a campanha eleitoral, são pessoas que estão com firme propósito de servir à comunidade. 

A candidata Iracilda Paes das Chagas Fernandes, a Cidinha, que teve 104, apresenta uma atuação destacada junto à Pastoral da Saúde e também com a terceira idade no município de Assai. 

Daquele grupo político fazem parte ainda Rodrigo Rocha, Felipe Luiz, Daniel Pereira (que obteve 98 votos) e João Paulo Garcia, que conquistou expressivos 212 votos, entre outros. 


comente esta matéria »

Copyright © 2010 - 2020 | Revelia Eventos - Cornélio Procópio - PR
Desenvolvimento AbusarWeb.com.br