Política

Postado dia 15/11/2020 às 19:32:50

Eleições têm 30 candidatos presos e 1,7 mil urnas trocadas, diz TSE

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) informou que até as 13h14 deste domingo (15) 30 candidatos foram presos em oito estados do país. Segundo o tribunal, foram substituídas 1.700 urnas. O boletim foi divulgado às 14h. Ao longo do dia, o tribunal divulgará atualizações de ocorrências em todo país. O nome dos candidatos, cargos que concorrem e onde aconteceram as prisões não foi informado. As prisões ocorreram em: Minas Gerais (8), Goiás (2), Paraíba (1), Sergipe (9), Mato Grosso do Sul (1), Pernambuco (2), Paraná (5), Rio de Janeiro (2).

Os crimes foram de corrupção eleitoral, boca de urna, uso de alto-falante e divulgação de propaganda eleitoral. Essas práticas são proibidas no dia da eleição.

Além desses candidatos, outras 36 pessoas foram presas por crimes eleitorais..

Segundo os dados do TSE, as urnas trocadas representam 0,38% do total de 400 mil equipamentos disponibilizados para eleição. Neste domingo, eleitores dos 26 estados votam para candidatos a prefeito e vereadores de suas cidades. As votações acontecem das 7h às 17h.

Em São Paulo foram substituídos 315 equipamentos, no Rio, 295 urnas e em Minas Gerais, outras 207. Não há registros de seções com votação manual.

Pela manhã, o aplicativo e-Título teve instabilidade e eleitores reclamaram da demora para acessar ao sistema.

Crimes em apuração

O Ministério da Justiça e Segurança Pública também divulgou um boletim informando que o País registra até agora 720 ocorrências de crimes eleitorais neste domingo do primeiro turno das eleições municipais. Deste total, 169 casos estão relacionados à compra de votos e 285 por boca de urna. Os dados estão em boletim divulgado às 13h pela Operação Eleições 2020, coordenada pelo Centro Integrado de Comando e Controle Nacional (CICCN), vinculado à pasta.

Dentro dos crimes eleitorais, também foram registradas ocorrências por desobediência às ordens da Justiça Eleitoral (129); concentração de eleitores (41); fake news (26); transporte de eleitores (36); desordem que prejudique os trabalho eleitorais (23); falsidade ideológica (3); impedimento ou embaraço ao exercício de voto (7) e dano à urna de votação (1).

Ainda de acordo com a pasta, foram anotados 29 crimes contra candidatos. Dentre as ocorrências, 21 por ameaça; quatro por homicídios tentados e quatro casos de lesão corporal. Até o momento, 52 candidatos foram presos ou conduzidos. Também foram registrados 515 casos similares com eleitores. Outros 16 menores de 18 anos foram apreendidos ou conduzidos..

No total geral, já foram registradas no País 1.154 ocorrências. As classificadas como "crimes comuns relacionados às eleições" somam 233. Já as ocorrências por "indicações de desinformação sobre o processo eleitoral" totalizam 39. Ainda foram contabilizados 133 registros de incidentes de segurança pública nas proximidades de locais de votação. 


comente esta matéria »

Copyright © 2010 - 2020 | Revelia Eventos - Cornélio Procópio - PR
Desenvolvimento AbusarWeb.com.br