Norte do Paraná

Postado dia 15/03/2019 às 05:36:01

Sistema Regional de Inovação atrai investimentos para o Norte Pioneiro

Desde que um grupo formado por representantes de cinco municípios, entidades e empresários do norte pioneiro se uniu com o objetivo de realizar ações conjuntas focadas no desenvolvimento territorial por meio da inovação, o cenário tem apresentado oportunidades. As ações do Sistema Regional de Inovação (SRI) resultaram na atração de investimentos, criação de startups e parcerias, e ampliaram o alcance e a relevância do principal evento relacionado ao tema, a GeniusCon que, no ano passado, atraiu quase 5 mil visitantes.

O consultor do Sebrae/PR, Odemir Capello, comemora os resultados positivos alcançados em 2018, entre eles o edital lançado em parceria com a Fundação Araucária para subsidiar projetos apresentados por startups da região. “Estamos com mais de 20 negócios, 11 deles foram contemplados pelo edital e estão formalizados”, conta. A formalização do SRI em associação foi outra conquista importante, pois o grupo começou a trabalhar para atrair patrocínios e parcerias nas ações e eventos.

Capello destaca ainda que os cinco municípios integrantes do sistema – Andirá, Bandeirantes, Cambará, Jacarezinho e Santo Antônio da Platina – aprovaram a Lei de Inovação, o que abre portas para investimentos. Também no ano passado foi promovido, pela primeira vez na região, o Startup Weekend, um evento de empreendedorismo prático que tem o objetivo de fomentar ideias de negócios. O consultor lembra que o Sebrae/PR e o SRI, em parceria com o Núcleo Regional de Educação, capacitaram 40 professores e voluntários para replicar conteúdos relacionados à tecnologia e inovação nas escolas de ensino técnico.

Investimentos

O empresário e presidente do SRI, Kleyton Smentkoski, avalia que o fortalecimento das conexões e o reconhecimento do trabalho realizado pelo grupo estão entre os principais resultados alcançados até agora. “Neste ano queremos ampliar as parcerias e estamos planejando uma visita ao governador do Estado e uma viagem a Brasília”, adianta. O objetivo, segundo ele, é captar mais recursos para facilitar a criação de startups e novos negócios inovadores e tecnológicos na região. Segundo ele, é possível perceber avanços pela atuação do SRI.

Um deles é a inauguração, prevista ainda para o primeiro semestre deste ano, do Centro de Desenvolvimento, Tecnologia e Inovação (CDTI) em Santo Antônio da Platina. O prédio, na Vila Ribeiro, fica em uma área de 1,2 mil metros quadrados. A reforma, compra de mobiliário e equipamentos é custeada com o investimento de aproximadamente R$ 1,5 milhão da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti). O secretário municipal de desenvolvimento econômico de Santo Antônio da Platina, Marcelo Siqueira, diz que o espaço será utilizado em conjunto com os municípios integrantes do SRI com o objetivo de capacitar e treinar pessoas, fomentar a pesquisa em tecnologia e inovação, desenvolver tecnologias e incubar novas empresas e startups.

O CDTI vai funcionar a partir de um trabalho integrado entre órgãos públicos, instituições de ensino, setor empresarial, entidades e associações. “A prefeitura vai providenciar os recursos humanos e a manutenção do espaço. Já a gestão será feita pelo Conselho Municipal de Inovação”, adianta o secretário. Segundo ele, a iniciativa e o investimento só foi possível graças ao trabalho do SRI. “O centro está sediado em Santo Antônio da Platina, mas vai serviço ao sistema, ou seja, a todo norte pioneiro. Não há nada parecido na região”, afirma.

O secretário municipal de Comércio, Indústria, Turismo e Serviços de Jacarezinho, Homero Pavan Filho, destaca a relevância da GeniusCon, maior feira de empreendedorismo, inovação e tecnologia do norte pioneiro do Paraná, para a região. No ano passado, além do recorde de público, o evento recebeu a visita de representantes do governo estadual. Para ele, a soma de competências, promovida pelo SRI, é o que garante o sucesso do trabalho. “A prefeitura, sozinha, jamais conseguiria fazer um evento desse porte e importância. Mas unida a outros municípios, instituições de ensino, empresas e entidades os resultados acontecem”, aponta.

Incentivo

O trabalho do SRI e o edital da Fundação Araucária, que disponibilizou recursos para startups do norte pioneiro, foi fundamental para que a equipe da Get Food tirasse do papel o projeto de um aplicativo de delivery de comida para a região. “A ideia surgiu em novembro de 2017, mas só se tornou realidade após recebermos o subsídio”, conta Maicon Luis Bonazi, um dos sócios do negócio, que deve ser lançado no mercado até maio. Já o estudante do ensino médio técnico em informática, Carlos Henrique Soares da Silva, participou do Startup Weekend e, durante o evento, desenvolveu o aplicativo Manicure Já, para facilitar o agendamento do serviço. “Foi muito interessante, abriu a minha cabeça sobre startups”, avalia.

Para 2019, a previsão é que as ações do SRI se fortaleçam ainda mais. Além da 4ª edição da GeniusCon, apoio e suporte a novas startups, a região deve receber duas edições do Startup Weekend e um hackathon com foco em soluções tecnológicas e inovadoras para as indústrias de alimentos do norte pioneiro. Trilhas de inovação nas universidades e escolas técnicas devem ser mantidas e a novidade, nas instituições de ensino, será o lançamento do programa Startup Garage, pelo Sebrae/PR, para estimular o empreendedorismo e a inovação entre os jovens estudantes.

da Tribuna do Vale


comente esta matéria »

Copyright © 2010 - 2019 | Revelia Eventos - Cornélio Procópio - PR
Desenvolvimento AbusarWeb.com.br