Geral

Postado dia 03/03/2019 às 05:57:49

ANS suspende 46 planos de saúde em todo o país

A medida não afeta quem já é cliente de alguma das empresas. As operadoras apenas não vão poder adquirir novos clientes

A Associação Nacional de Saúde Suplementar (ANS) divulgou nesta sexta-feira, 1°, a suspensão temporária de 46 planos de saúde em todo o Brasil, envolvendo 11 operadoras. A medida não afeta quem já é cliente de alguma das empresas, ao todo 570 mil pessoas.

Na prática, as operadoras apenas não vão poder adquirir novos clientes. O motivo da suspensão são reclamações recebidas pela ANS envolvendo cobertura assistencial, prazo máximo de atendimento, entre outras coisas.

O órgão verifica trimestralmente as reclamações em cima dos planos de saúde, através do Programa de Monitoramento da Garantia de Atendimento. Nesta sexta-feira foi divulgado o relatório referente ao quarto trimestre de 2018.

As operadoras envolvidas são: Posta Saúde, Salutar Seguradora, Unimed Norte/Nordeste, Unimed Rio, Unimed Natal, Unimed Vale do Aço, CAPESESP, Ami, Ameplan, Ameno, Coopus, Halsa Operadora e Hospital Bom Samaritanos. Já os planos suspensos podem ser consultados no site da ANS.

Segundo a ANS, no total, foram registradas 19.186 reclamações de natureza assistencial nos canais de atendimento. Dessas, 15.821 foram consideradas para análise pelo Programa de Monitoramento, excluindo-se as demandas finalizadas por motivos como duplicidade.

O que dizem as operadoras

Procurada por VEJA, a Coopus queixou-se do modelo estatístico utilizado pela ANS para definir a partir de quantas reclamações o plano é suspenso.

A Unimed-Rio informou que a suspensão de comercialização de planos é feita de acordo com um cálculo percentual da ANS e que a cooperativa possui diversos produtos, sendo que tal suspensão não traz qualquer impacto no atendimento a clientes, que permanece normalizado, e não afeta a comercialização e nem o processo de crescimento da empresa.

A Unimed Norte/Nordeste assegurou que está esforçando-se para qualificar cada vez mais o atendimento prestado, a partir de melhorias já em curso e que pretendem cada vez mais ampliar o cuidado e a atenção aos beneficiários.

A diretoria da Unimed Vale do Aço informou que constituiu um grupo de trabalho interno dedicado à melhoria dos indicadores monitorados pela ANS. A cooperativa acredita que o resultado dos ajustes que estão sendo feitos será percebido nas próximas avaliações da Agência.

A Unimed Natal espera que a ANS reanalise e reverta sua decisão no prazo mais curto possível. A cooperativa atestou que 75% dos seus clientes classificam o atendimento assistencial entre bom e ótimo.

A reportagem não conseguiu encontrar em contato com Salutar Seguradora, CAPESESP, Ami, Ameplan, Halsa Operadora e Hospital Bom Samaritanos.

de VEJA


comente esta matéria »

Copyright © 2010 - 2019 | Revelia Eventos - Cornélio Procópio - PR
Desenvolvimento AbusarWeb.com.br