Geral

Postado dia 02/02/2019 às 14:59:58

Paranaense viaja 750 km de bicicleta até Jaraguá do Sul (SC)

O Estado de Santa Catarina é destino comum para rondonenses viajarem neste período de férias. E foi para lá que o empresário Paul Lirio Berwig, de 55 anos, seguiu há poucos dias. Ele partiu de Marechal Cândido Rondon rumo à cidade de Jaraguá do Sul, um trajeto de aproximadamente 750 quilômetros com 10.218 metros de elevação. A diferença é que, ao invés de utilizar como meio de transporte carro ou ônibus, como faz quase todo mundo, ele viajou de bicicleta.

A jornada durou cinco dias: o início foi na manhã de 20 de janeiro (domingo), chegando ao destino final na tarde do dia 24 (quinta-feira). Segundo o aventureiro, a viagem foi a realização de um sonho que ele alimentava há bastante tempo. A cidade de Jaraguá foi escolhida por ele ter morado lá em 1979, sendo que ainda tem familiares e amigos residindo nela.

 CICLOTURISTA

Lirio é personalidade conhecida e admirada no ciclismo de Marechal Cândido Rondon. Além de ser proprietário de tradicional bicicletaria, há mais de 40 anos também dedica-se ao esporte. Foi um dos fundadores do grupo ciclístico Amigos do Pedal, pioneiro na cidade. É o atual presidente da Associação Rondonense de Ciclismo (ARC), a qual também foi um dos fundadores da entidade, criada em 2017. Além disso, coleciona títulos nas mais diversas modalidades. Inclusive, é o atual vice-campeão paranaense de ciclismo de estrada, na categoria acima de 55 anos.

Também foi em sua homenagem que a data de 20 de setembro foi escolhida para celebrar o Dia Municipal do Ciclista em Marechal Rondon. A data é a mesma em que Lirio comemora aniversário.

Mesmo com este currículo extenso construído sobre duas rodas, foi há pouco tempo que Lirio passou a escrever um novo capítulo na sua vida: o de cicloturista.

A viagem de bicicleta até Jaraguá do Sul foi a segunda que ele realizou, mas a primeira em que pedalou sozinho. A estreia como cicloturista foi no ano passado. Naquela ocasião, o destino foi Bonito (MS), quando percorreu em três dias os 600 km entre Marechal Rondon e a cidade sul-mato-grossense, acompanhado da esposa Marlise e dos amigos ciclistas Walmor Buche e Maicon Raupp.

 

A VIAGEM

A pedalada até Jaraguá foi dividida em quatro etapas, passando por trechos das BRs 163, 277 e 101 e pernoitando em hotéis.

No primeiro dia ele pedalou de Marechal até Laranjeiras do Sul, uma distância de 225 quilômetros. No outro dia o trajeto foi entre Laranjeiras e Irati, somando mais 218 km. Conforme Lirio, este foi o trajeto mais difícil, pois, além do relevo ser marcado por muitas subidas, havia o desgaste do dia anterior.

No dia 22 (terça-feira), ele pedalou de Irati a Curitiba (140 km). Na Capital do Estado, dedicou a quarta-feira para visitar amigos e descansar e, no dia 24 (quinta-feira), concluiu a viagem com mais 170 quilômetros de pedalada até Jaraguá do Sul, onde a aventura também repercutiu na imprensa.

Lirio conta que a viagem foi tranquila, dentro daquilo que se pode esperar quando se encara um desafio como este de bicicleta. Os maiores inconvenientes foram sete pneus furados e o serviço para arrumá-los, além da chuva que fez companhia ao ciclista em três dias da viagem, sempre nos cerca de 50 quilômetros finais de cada uma dessas etapas.

Com relação à segurança, o rondonense afirma que em momento algum teve surpresas que representassem riscos. Ele cita que, como possui experiência, as situações que encontrou foram semelhantes àquelas vividas ao pedalar pelas rodovias da região.

Para se preparar para a viagem, Lirio intensificou os treinamentos de longa distância nas semanas que antecederam a partida. Já durante o percurso, optou por fazer refeições menores e leves mais vezes durante o dia, evitando, por exemplo, almoços reforçados. Privilegiou, ainda, a ingestão de líquidos para manter a disposição física. Ajudou também o apoio e incentivo recebido da família e amigos.

 

DESAFIADO

Realizado o sonho de viajar de bicicleta até a cidade catarinense, Lirio já tem como meta um novo destino. Desta vez é a cidade de Aparecida, em São Paulo, distante 1.120 quilômetros de Marechal Rondon. O roteiro foi definido ainda em Jaraguá do Sul, desafiado pelo garoto Vitor Kaefer, de apenas 12 anos e filho de uma sobrinha de Lírio. No desafio proposto, o rondonense tem prazo de dois anos para fazer a viagem. “Mas, vou fazer antes”, promete.

Perguntado se vale a pena todo o esforço necessário para percorrer longas distância sobre uma bicicleta, Lírio não titubeia: “Com certeza!”, e acrescenta: “Eu senti o que é dividir o espaço da rodovia com carros, descendo as serras muitas vezes mais rápido que os caminhões. Quando viajava de carro, passando pelas mesmas estradas, eu imaginava como seria passar por elas de bicicleta. Tem hora de sofrimento, pedalando nas subidas, embaixo do sol, da chuva. Mas, tudo compensa quando você está descendo as serras próximo da natureza, podendo curtir a paisagem que de carro, normalmente, não tem como ver da mesma maneira. Tudo isso e o prazer de pedalar vale todo o esforço”, destaca.

de O Presente

Copyright © 2010 - 2019 | Revelia Eventos - Cornélio Procópio - PR
Desenvolvimento AbusarWeb.com.br