Norte do Paraná

Postado dia 03/01/2019 às 01:27:07

Pedro Claro diz que falta de liderança agrava situação do trevo da BR-153

A interrupção dos serviços de manutenção e melhorias no trecho de 50 quilômetros da Rodovia BR-153, entre Santo Antônio da Platina e a divisa com Ourinhos (SP), anunciado semana passada pela Triunfo-Econorte, concessionária que administra o trecho norte do ramal da integração, causou uma reação de revolta no ex-prefeito Pedro Claro de Oliveira Neto (PSD), temendo um agravamento da situação pela falta de representatividade política do Norte Pioneiro no centro do poder paranaense.



 

Em nota que encaminhou à redação do Tá no Site e Tribuna do Vale, ele desabafou, mostrando toda sua frustração com a paralização das obras do trevo de Santo Antônio da Platina. “A entrada de nossa cidade (Santo Antônio da Platina) pela Avenida Frei Guilherme, tornou-se um grande transtorno, chegando de Jacarezinho ou de Ibaiti, nossa entrada virou um jogo de xadrez para quem chega ou sai da cidade”, lamentou. “E agora? Como faz falta um deputado estadual para a região. Tivemos a chance de eleger um de onde fosse, mas que pudesse servir nossa região. Mais quatro anos seremos conhecidos como ‘ramal da fome’, que pena, não merecemos isto!”, desabafa Oliveira Neto.

O ex-prefeito continua sua avaliação. “Algum deputado eleito, por exemplo: Curitiba, Londrina ou de outra cidade ou região, virá nos socorrer? Vão lembrar de Santo Antônio da Platina ou de outra cidade da nossa região? Pode ser, mas será um pouco difícil. Quem nos ajudará, destes deputados paraquedistas, que eleitos foram com votos de nossa população? É uma pergunta a ser respondida. Quem sabe os eleito sob as asas da ex-governadora, resolvam a continuação da obra do viaduto?”, desafia.

Na sua concepção a ex-governadora Cida Borghetti foi quem causou a interrupção da obra, por ter fechado o pedágio de Jacarezinho, pois era o que mantinha o custo da obra do trevo de Santo Antônio da Platina. “Acho justo o fechamento ou pelo menos a redução da tarifa, mas não solucionando um problema criando outro de vulto enorme, prejudicando nossa população. Como ficará nossa EFAPI? Problema para entrar e sair, e nossa gente? Uma semana ou duas ainda nos movimentamos, e daqui a um mês ou dois? Com chuvas e abandono total? Há soluções? Tomara”, finaliza.

do G1


comente esta matéria »

Copyright © 2010 - 2019 | Revelia Eventos - Cornélio Procópio - PR
Desenvolvimento AbusarWeb.com.br