Norte do Paraná

Postado dia 11/10/2018 às 18:04:30

Vocação industrial sustenta pujança econômica de Cambé

Como a maior parte das cidades do Norte paranaense, Cambé também tem suas origens ligadas ao projeto de colonização da Companhia de Terras Norte do Paraná. Ainda enquanto patrimônio Nova Dantzig, recebeu imigrantes de vários países, explorou essa diversidade de forma empreendedora e se desenvolveu, tornando-se uma cidade forte e produtiva. Com sua fundação sustentada pela agricultura, Cambé soube a hora de se industrializar e hoje, ao completar 71 anos de sua emancipação política, confirma sua vocação industrial e a relevância da sua força de trabalho.

Cambé ocupa 16ª posição em arrecadação de ICMS no Estado, sendo ainda o segundo município com maior número de indústrias da microrregião de Londrina

Segundo dados da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, o setor industrial é responsável por 47,46% do PIB (Produto Interno Bruto) de Cambé, caracterizando também como uma cidade predominantemente industrial e, muitas vezes, mais atrativa para novas indústrias do que a vizinha Londrina. "Além dos incentivos concedidos a novos investimentos na cidade, Cambé conta com um sólido Programa Municipal de Desenvolvimento Empresarial e Industrial de recuperação dos espaços ociosos e fomento às empresas que já exercem suas atividades aqui", explica a secretária de Desenvolvimento Econômico, Lourdes Maçolla. Segundo ela, Cambé é o 16º município do Paraná em arrecadação de ICMS.

São aproximadamente 55 mil metros quadrados de barracões e, agora, o primeiro centro de logística da cidade está sendo construído às margens da Rodovia Mello Peixoto. Segundo dados da Federação das Indústrias do Estado do Paraná, Cambé soma hoje 435 estabelecimentos industriais, cujos segmentos são, principalmente, a confecção e vestuário, produtos de metal, móveis e produtos alimentícios. Essas indústrias são as principais geradoras de empregos na cidade. Só as fábricas de produtos de metal empregam mais de 35 mil pessoas.

"É o segundo município com maior número de indústrias da microrregião de Londrina. A cidade também se destaca na geração de postos de trabalho, com expressiva participação no setor industrial da microrregião. Cambé concentra 17% dos empregos do segmento, o que comprova sua vocação em relação ao comércio exterior industrial e a relevância da força de trabalho da cidade na região", ponderou o economista da Fiep, Evânio Felippe.

Segundo ele, os produtos exportados por Cambé - carnes, soja, couros e peles - têm como principais destinos Hong Kong, Coreia do Sul, Paraguai, Vietnã e Argentina. Os principais mercados de quem Cambé importa produtos químicos, malte e medicamentos são China, Japão e Coreia do Sul.

TESTEMUNHA
Com o olhar de quem assumiu a administração de Cambé em quatro diferentes momentos da história da cidade - 1988, 1996, 2000, 2016 - o prefeito José do Carmo Garcia remete a força da economia local a uma busca constante pelo desenvolvimento. "Cambé tem uma sociedade que é empreendedora na zona rural, no centro e nos bairros. Ao longo da história, a população mostrou força para diversificar no campo econômico e fazer frente aos desafios da geração de renda", avalia.

Segundo ele, é graças a essa característica local que a Prefeitura tem conseguido investir 27% da receita em Educação e 33% na Saúde, o que, em tempos de crise econômica no País, é ainda mais importante. "Com desemprego e queda nos salários, aumenta a demanda por educação e saúde públicas. O poder público não pode ficar parado. Por isso, apoiamos empresas, indústrias, serviços que contribuam para o crescimento da arrecadação, sempre cuidando do controle de gastos públicos", afirmou Garcia.

por Juliana Gonçalves, da Folha de Londrina

Especial para a FOLHA

 

 


comente esta matéria »

Copyright © 2010 - 2018 | Revelia Eventos - Cornélio Procópio - PR
Desenvolvimento AbusarWeb.com.br