Assaí

Postado dia 04/12/2017 às 11:11:21

Os milhões de reais em dívidas herdadas da gestão passada

A atual administração do município de Assaí herdou mais de R$ 3 milhões de dívidas e compromissos não cumpridos da gestão passada.

Precatórios que deveriam ser cumpridos somam R$ 1,7 milhões somente com a antiga cooperativa Cotia, que se somam ainda a dívidas provenientes de decisões judiciais envolvendo grupo de vereadores da legislatura (1993/1996), Assaimenka e Constalter.

Cargos comissionados contratados pela gestão passada tiveram que receber indenizações trabalhistas somente em janeiro de 2017, o que deveria ter acontecido no final de 2016. Sobrou então para a atual gestão o pagamento de cerca de R$ 335 mil.

O polo presencial da UAB (Universidade Aberta do Brasil) havia fechado o ano passado com o telefone cortado, por falta de pagamento.

Constatou-se também a falta de empenho de despesas contraídas pela gestão passado, em valor de mais de R$ 1.000.000,00, principalmente referentes a Cismepar, Amunop, Codenop, laboratórios São Lucas e São Francisco, Copel, Sanepar e INSS (de R$ 325 mil, a ser parcelados), entre outros.

Ao longo dos últimos meses, o prefeito Acácio Secci teve também que pagar licença prêmio de servidores públicos, algo que não acontecia já por muitos anos.

A atual gestão ainda herdou compromissos não cumpridos em anos anteriores, com oficina União (mais de R$ 500.000), Casagrande (R$ 50.000) transporte escolar (R$ 90.000), contrato com Associação Comercial e Empresarial de Assaí (Acia), para transporte de estudantes (R$ R$ 80.000), dívidas com médicos (R$ 300.000,00), deposito de materiais de construção (R$ 40.000,00), posto de combustível (R$ 20.000,00.

Frota do município também estava no cavalete por falta de pneus, inclusive sem óleo no motor de veículos, devido à falta de manutenção desde julho de 2016.

 


comente esta matéria »

Copyright © 2010 - 2017 | Revelia Eventos - Cornélio Procópio - PR
Desenvolvimento AbusarWeb.com.br