Norte do Paraná

Postado dia 24/11/2017 às 03:30:28

Cornélio Procópio e Assaí já se beneficiam da Lei Geral

O Programa Compra Paraná, lançado na região de Cornélio Procópio para fomentar o desenvolvimento econômico local por meio da participação de micros e pequenas empresas em licitações, já apresenta resultados. Com os benefícios da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, alguns empresários da cidade já venceram os certames e passaram a fornecer produtos e serviços para o poder público. 

O objetivo do programa, criado numa parceria entre Sebrae/PR, Fecomércio PR, Faciap (Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado do Paraná) e Fopeme (Fórum Permanente das Microempresas de Pequeno Porte do Estado do Paraná), é fazer com que os recursos gastos por secretarias municipais, autarquias e outras instituições públicas na aquisição bens, produtos e serviços fiquem na região. 

O consultor do Sebrae/PR, Diego Shiinoki, afirma que a lei, que oferece vantagens às micros e pequenas empresas nos processos de licitação, já foi implantada nos municípios de Cornélio Procópio e Assaí. A entidade promoveu, entre os meses de outubro e novembro, uma série de capacitações com agentes públicos e empresários locais sobre a lei e as compras públicas. "Nosso objetivo é trabalhar por editais claros e acessíveis e sensibilizar os empresários a participar dos certames", conta. 

De acordo com Shiinoki, o programa é importante porque, quanto mais empresas locais fornecerem para o município, maior será a movimentação financeira, a própria arrecadação da prefeitura, a geração de emprego e renda. Para 2018, o objetivo é dar sequência às capacitações, fazer o planejamento das compras públicas com as prefeituras e outros órgãos, deixar os editais transparentes, estimular a agilidade dos pagamentos.  

Para a vice-prefeita de Assaí, Inês Koguissi, os treinamentos foram importantes para quebrar alguns mitos relacionados às compras públicas, como o processo ser burocrático demais ou que os órgãos públicos não pagam. "Os empresários estão começando a compreender como funciona e estamos conseguindo criar uma relação de confiança entre as duas partes", pondera.

O empresário Leandro Galvão, que trabalha no comércio de extintores, já participa de licitações públicas há algum tempo, mas depois de receber a capacitação, conseguiu vencer um certame beneficiado pela Lei Geral das MPEs. "Antes, eu não tinha conhecimento da lei que beneficia o pequeno empresário, fiquei sabendo apenas no curso", conta. Para ele, vender para o setor público é uma alternativa no atual mercado competitivo. "Participo de licitações há três anos e nunca tive problemas", garante. 

Na avaliação do proprietário de uma farmácia em Cornélio Procópio, Miguel Milanez Dias, o programa Compra Paraná vai facilitar a vida dos pequenos empresários, principalmente no que diz respeito à divulgação dos editais. "Precisamos ter acesso às informações com tempo hábil para participar", afirma. Para ele, participar das licitações é seguro e rentável. "Nunca tive problemas para receber", enfatiza. 

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico de Cornélio Procópio, Celso Marin, diz que participaram das capacitações 30 empresas. Segundo ele, hoje, apenas 18% dos cerca de R$ 80 milhões das compras que são feitas por instituições públicas da cidade fica no município. "Queremos chegar a 30% até 2020", projeta. Marin destaca que o objetivo principal do programa é o fortalecimento da economia local. 

da Folha de Londrina


comente esta matéria »

Copyright © 2010 - 2017 | Revelia Eventos - Cornélio Procópio - PR
Desenvolvimento AbusarWeb.com.br