Norte do Paraná

Postado dia 18/04/2017 às 03:46:05

Comissão de Ética indica aplicação de censura escrita a Boca Aberta

A Comissão de Ética Parlamentar da Câmara Municipal de Londrina, no norte do Paraná, indicou, nesta segunda-feira (17), a aplicação de uma censura escrita ao vereador Boca Aberta (PR), que foi alvo de uma representação por suposta conduta atentatória ao decoro parlamentar.

Boca Aberta passou a ser investigado pela comissão após uma enfermeira do município protocolar uma representação contra ele, por conduta inadequada. Em janeiro, o vereador fez duas visitas na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no Jardim do Sol, para 'fiscalizar' o trabalho dos profissionais de saúde. Uma enfermeira não aprovou a conduta do parlamentar e o denunciou.

Os integrantes da Comissão de Ética Parlamentar acolheram a conclusão apresentada pelo relator Vilson Bittencourt (PSB), que considerou a representação procedente.

Agora, o relatório será encaminhado à Mesa Executiva da Câmara de Vereadores, que deverá aplicar a sanção.

Além desse caso, Boca Aberta ainda responde a outros dois procedimentos disciplinares na Casa.

O vereador Boca Aberta reafirmou que não cometeu crime ao fiscalizar o trabalho na UPA, mas disse que não deverá recorrer da decisão da Comissão de Ética. 

Fiscalização nos postos 

O vereador afirma que foi até a UPA do Jardim do Sol nas duas vezes porque recebeu diversas denúncias de pacientes que aguardavam por atendimento. Na primeira vez, o parlamentar afirmou que os médicos estavam dormindo e, por isso, não estavam atendendo a população. Já na segunda vez, a alegação foi que dos quatro profissionais escalados para atender os pacientes, apenas um estava trabalhando normalmente. Nas duas situações, Petriv assinou termos circunstanciados por perturbação de trabalho.

do G1


comente esta matéria »

Copyright © 2010 - 2017 | Revelia Eventos - Cornélio Procópio - PR
Desenvolvimento AbusarWeb.com.br