Cornélio Procópio

Postado dia 24/09/2015 às 16:31:30

Tentativa de fechamento de escola mobiliza lideranças em Cornélio Procópio

Revolta e comoção foi o clima de ontem (22) nas redes sociais e na sessão da Câmara Municipal de Cornélio Procópio quando o vereador Fernandinho Peppes apresentou o requerimento nº 409/15 no qual pede ao legislativo "que esta Casa encaminhe um Ofício a Exma. Sra. Ana Seres Trento Comim, ilustre Secretária de Educação e ao Exmo. Sr. Eduardo Francisco Sciarra, Chefe da Casa Civil do Governo do Estado e ao líder do Governo na Assembleia Legislativa, Deputado Luiz Cláudio Romanelli solicitando que o Governo do Estado não encerre as atividades do Colégio Estadual Alberto Carazzai".

Ao contrário da ação realizada pelo Governo do Estado que sequer abriu um espaço para discussão do assunto e não se preocupou com as conseqüências do ato, e apenas comunicou a direção da escola através do Núcleo Regional de Ensino, a Câmara abriu um espaço onde, alunos, direção e funcionários da escola, juntamente com a presidente da APP, Sônia Jorgina de Medeiros fizeram um amplo debate com os vereadores levantando sugestões e um planejamento para a recuperação dos alunos e a manutenção da escola.

Sensibilizados com o impacto dessa ação na comunidade, principalmente a mais carente que é quem mais precisa daquela escola pela proximidade e especificidade, os vereadores decidiram assinar em conjunto o requerimento que será enviado às autoridades estaduais.

Após um pedido da presidente da Casa, a vereadora Angélica Olchaneski, ficou combinado que todos os vereadores farão, hoje (23), uma visita de trabalho à Escola Alberto Carazzai que faz parte da história de muitos procopenses que por lá passaram, pois são 45 anos de funcionamento que não podem ser desprezados, assim como a vontade de toda uma comunidade. A luta deve ser de todos, pois outras salas de aula e escolas já foram fechadas no município pelo governo do Estado. O ocorrido - Na semana passada, a Direção da Escola Estadual Alberto Carazzai levou um susto, quando foi informada pelo Núcleo Regional da Educação de Cornélio Procópio que, o Estado irá fechar a Escola a partir de 2016.

A decisão foi tomada sem que ao menos o assunto fosse discutido, desrespeitando o princípio de gestão democrática tão disseminada no meio educacional, não respeitando o interesse da comunidade e reduzindo a importância social da escola.

De acordo com Fernandinho, a Câmara Municipal não pode ficar alheia a esta situação, serão 32 alunos do Ensino Regular e 110 alunos na Educação de Jovens e Adultos (EJA) e seus familiares que terão seus direitos violados. "Devemos oferecer a disponibilidade, pois o Colégio Estadual Alberto Carazzai precisa existir para atender as especificidades daquela comunidade; além da acessibilidade pelo georreferenciamento, que defende o direito do aluno de estudar próximo a sua residência, entre tantos outros direitos que estão sendo desrespeitados".

Para ele, manter uma escola aberta é muito mais do que uma relação financeira de entrada e saída de dinheiro do caixa, é uma questão social, de respeito à comunidade. "Precisamos lutar contra o fechamento dessa importante e tradicional Escola. Esses alunos não são números e sim pessoas," defende o vereador, ressaltando que a educação ultrapassa a viabilidade econômica.

Blog Odair Matias


comente esta matéria »

Copyright © 2010 - 2018 | Revelia Eventos - Cornélio Procópio - PR
Desenvolvimento AbusarWeb.com.br